Identidade

A LiNAbiotec realizou e tem realizado várias ações para cumprir o objetivo de consolidar a identidade, bem como a importância, do profissional biotecnologista, tanto na sociedade brasileira como no mercado de pesquisa, desenvolvimento e inovação em nosso país.

Código de Ética do Profissional Biotecnologista

Em vista de definir a identidade do profissional, a LiNAbiotec sai na frente mais uma vez. Com a criação da Comissão do Código de Ética do Profissional Biotecnologista, a Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia mostrou o pioneirismo dos profissionais em biotecnologia. 

A comissão nasceu em 2016, no NÚCLEO’16, e contou com membros de todas as regiões do Brasil, entre graduandos e graduados, e já tem um documento formado, com os princípios gerais do profissional. 

Foram meses de discussões e estudos, buscando criar um documento que fosse representativo para todos os profissionais biotecnologistas, com suas variadas particularidades e especialidades, tudo em consonância com a legislação vigente em nosso país.

Dia do Profissional Biotecnologista

Comemorado no dia 30 de junho, o Dia do Profissional em Biotecnologia foi escolhido pela LiNAbiotec em homenagem ao cientista Paul Berg, considerado o pai da Biotecnologia Moderna, devido à descoberta da tecnologia do DNA recombinante e ganhador do Nobel de Química por estudos bioquímicos com os ácidos nucleicos do DNA e com o DNA recombinante.

São considerados profissionais em biotecnologia os biotecnologistas, biotecnólogos e os engenheiros de biotecnologia e bioprocessos. Por fim, nós da Liga Nacional dos Acadêmicos em Biotecnologia (LiNAbiotec), criamos essa data com o intuito de divulgar a biotecnologia no Brasil, além de agir em prol do reconhecimento dos profissionais que atuam na área, buscando representar a força e a determinação dos alunos que lutam pela regulamentação da profissão.

Diretrizes Curriculares Nacionais Básicas

Por meio de suas atividades e eventos, a LiNAbiotec também atua contribuindo para a formação das Diretrizes Curriculares Nacionais em Biotecnologia. Durante o evento NÚCLEO’15 e NÚCLEO’16, ocorreram os Fóruns I e II de Coordenadores. No I Fórum, iniciaram as discussões sobre a necessidade das diretrizes para o curso de biotecnologia. Já no II Fórum, ocorreu a determinação das principais áreas de conhecimento do biotecnologista, bem como a definição dos conteúdos dos ciclos básicos e a obrigatoriedade da realização do trabalho de conclusão do curso e/ou estágio final obrigatório. Como perspectiva, a LiNA pretende realizar outras edições do Fórum afim de aproximar os coordenadores dos cursos de bacharelado em biotecnologia e elaborar mais relatórios que possam auxiliar neste processo.

Cor e Símbolo

A Liga tem se empenhado com o objetivo de definir a identidade das graduações e do profissional em Biotecnologia e construir uma classe organizada, a saber, “UNIDA, FORTE e ATUANTE”. A LiNAbiotec, incluindo o Colegiado Diretor e Corpo Social, em 2016, mais especificamente em 21 de Julho de 2016, data de encerramento do evento NÚCLEO’16, II Encontro Nacional dos Estudantes de Biotecnologia, o símbolo que representa a graduação em biotecnologia, a pedra a ser usada no anel de formatura, a cor e o juramento dos formandos. A Liga promoveu um concurso cultural para a escolha dos símbolos e do juramento. 

Vários símbolos foram inscritos no concurso e apenas um juramento. Dessa forma, a votação ocorreu em duas etapas, na primeira, todos os concorrentes foram apresentados nas 22 Universidades onde a Liga estava presente na época e foram escolhidos os 5 melhores, para que assim a decisão final ficasse para os aproximadamente 300 participantes do Evento NÚCLEO’16, onde o símbolo, cor e juramento foram colocados em questão e escolhidos.

A cor AZUL foi escolhida por representar, atualmente, cursos com base nas áreas de Biologia e Química.

Para ter acesso às imagens do símbolo em alta definição acesse o link:

Juramento das Graduações em Biotecnologia

juramento da biotecnologia

O juramento é recitado na colação de grau e em uníssono por formandos dos cursos de biotecnologia, engenharia de bioprocessos e biotecnologia, engenheiaria biotecnológica, engenheira de biotecnologia e bioprocessos e tecnologia em biotecnologia. Ele tem por objetivo ser a expressão pública de que os novos profissionais se comprometerão a praticar com fidelidade e honestidade a biotecnologia.